/// notícias

Mamografia gratuita é disponível pelo SUS
Diagnosticado precocemente, câncer tem cura

 

Diariamente 30 mulheres morrem no Brasil em decorrência do câncer de mama. A estimativa é que a cada ano sejam diagnosticados 50 mil novos casos da doença no país. Desses, 12 mil evoluem para o óbito. Nessa proporção, até 2023, o número de enfermas deverá dobrar. No Rio Grande do Sul, são 81,57 casos para cada 100 mil habitantes. Segundo dados do Ministério da Saúde, apenas 12% das mulheres entre 40 e 70 anos conseguem realizar o exame de mamografia no país.

O câncer de mama quando é descoberto precocemente tem 90% de chances de cura. Através do Sistema Único de Saúde (SUS), é possível realizar o exame gratuitamente, basta consultar um ginecologista. Em Gravataí, conta com 25 unidades de saúde que disponibilizam a consulta.

Segundo o secretário da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Régis Fonseca, embora o procedimento seja disponibilizado para as mulheres que se encontram entre 50 e 69 anos, fatores hereditários podem levar a antecipação da realização da mamografia. “Nos casos em que a mulher possua um histórico familiar de mãe ou irmã acometidas do câncer de mama, o médico responsável poderá solicitar o exame, mesmo que ela esteja fora da faixa etária apropriada”, salienta.

Confira o endereço e telefone das unidades

Sintomas

Alguns sintomas podem indica a presença do câncer, porém, qualquer alteração na mama, que pode ser notada pela realização do auto-exame, deve ser diagnosticada por em médico.

Rigidez excessiva na mama

Pequenas feridas na pele

Vermelhidão ou ardor na região

Secreção pelo mamilo

Saliência na mama ou axila (nódulos)

Afundamento do mamilo

Assimetria entre as duas mamas

 

Fonte: Imama e PMG
Foto destaque: Gilberto Marques/ Divulgação





comentários (0) faça seu comentário

- nenhum comentário foi encontrado para esta notícia.

 
Créditos: Divulgação

Link:

Mais notícias